VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

sábado, 19 de agosto de 2017

CAMOCIM-CE: POLÍCIA MILITAR APREENDE AVIÃO CARREGADO COM COCAÍNA NO AEROPORTO

Avião monomotor apreendido pela PM
O piloto da aeronave e a namorada dele foram presos em flagrante

No final da tarde deste sábado, 19, um avião carregado com cocaína foi apreendido em operação realizada pela Polícia Militar com apoio da Polícia Federal, no município de Camocim. O maranhense Júlio César Arraes Vieira Filho, 35 anos, piloto da aeronave foi preso em flagrante.
Segundo o comandante de Policiamento do Interior Norte (CPI Norte), coronel Julio Aquino, a suspeita é de que a aeronave fizesse parte da "rota do tráfico internacional de drogas" e tivesse decolado do Estado de Mato Grosso, tendo parado no município cearense para reabastecer.

Bote certeiro

Após trocas de informações com a Polícia Federal, três equipes da Polícia Militar (uma da Força Tática de Camocim e duas do CPI Norte) sob o comado do Coronel Júlio Aquino e do Major Dias, se deslocaram para o aeroporto regional Pinto Martins e lá ficaram em campana a espera do pouso do avião. Já por volta das 17h50, um avião monomotor de cor branca, modelo P25, aterrissou no aeroporto e de imediato foi apreendido pelas equipes da Polícia Mlitar. O avião estava com 26 tabletes de cocaína, sendo cada um com cerca de 1 kg, quando os policiais realizaram a abordagem. De acordo com o Coronel Júlio Aquino, é bem possível que a aeronave tivesse decolado com mais droga e possivelmente já tivesse realizado a entrega da maior parte. "Um avião desses não decola só com 26 tabletes de droga", afirmou o oficial.



O piloto do avião estava acompanhado da namorada e de uma criança de apenas três anos. O casal foi preso e foi conduzido pela Polícia Militar para a sede da PF, em Fortaleza. Já na delegacia da Polícia Federal o delegado entendeu que a namorada do piloto não sabia da existência da droga no avião e autuou somente o piloto por tráfico de drogas. A aeronave está no aeroporto sob escolta da Polícia Militar e deve ser levada para Fortaleza.






Fonte: Camocim Polícia 24h e DN

RECOMPENSA PARA QUEM ENCONTRAR CACHORRO DESAPARECIDO.

Uma cachorro que atende pelo nome de Spaik (foto), de grande porte, na cor preto com detalhes branco no pescoço e ponta do rabo castrado, desapareceu das proximidades da Praça do Coreto na quinta-feira, 17.
Uma boa gratificação será ofertada para quem devolvê-la ou der informações que leve ao seu paradeiro. Fone/Zap (88) 9 9222 6790. Falar com Oliverado.

Camocim Polícia 24h

JUIZ WASHINGTON FROTA RECEBE TÍTULO DE CIDADÃO HONORÍFICO CAMOCINENSE

A Câmara de Vereadores concedeu título de cidadão honorífico camocinense ao Juiz de direito, titular da Segunda vara da Comarca de Camocim, Dr. Washington Frota. A leitura do decreto legislativo 003/2017 foi feita na última sessão plenária da Câmara.
A homenagem foi iniciativa do vereador Ricardo Vasconcelos, e refere-se aos relevantes serviços prestados a municipalidade de Camocim.

De perfil sério e de preferência longe dos holofotes, Dr. Washington chegou em Camocim em fevereiro de 2015, vindo da cidade de Varjota. O magistrado atua em várias searas do direito, tendo se destacado como juiz eleitoral na campanha de 2016. O trabalho lhe rendeu críticas e elogios, assim como reza a profissão.

Fonte: Camocim Portal de Notícias

AGENTE PENITENCIÁRIO PRESO PELA POLÍCIA MILITAR E INVESTIGADO POR TRÁFICO DE DROGAS É AFASTADO DAS FUNÇÕES


Ele ainda receberia 200 gramas de cocaína enviadas pela mulher de um detento, mas a polícia interceptou o repasse

O agente penitenciário Luiz Fernandes Perote da Costa foi afastado preventivamente das suas atividades para ser investigado por tráfico de drogas e associação ao tráfico. De acordo com publicação no Diário Oficial do Estado (DOU) desta quinta-feira (17), ele foi interceptado por policiais quando receberia 200 gramas de cocaína para levar ao presídio. O caso aconteceu no dia 24 de julho deste ano.
Consta no DOU que policias abordaram dois homens que estavam em uma moto e que um deles, o garupeiro, estava com dois pacotes da referida droga. Ele informou que o entorpecente pertencia a uma mulher identificada por “Mayara de Pacajus”. Foi constatado que ela era esposa de um detento envolvido com tráfico e homicídio.
“O garupeiro afirmou ter recebido mensagem de ‘Mayara’ informando que estava esperando em frente ao Supermercado GG em Caucaia, e quando a composição militar chegou no referido supermercado, encontrou o AGP Luiz Fernandes Perote da Costa sentado sozinho na calçada, com o pisca alerta do carro ligado e um celular na mão, momento em que o condutor do flagrante sobredito, pediu o telefone de Luiz Perote para olhar as ligações”, informa o documento oficial.

SUPERLOTAÇÃO CARCERÁRIA NÃO PÁRA NO ESTADO. CADEIA DE CAMOCIM TEM O TRIPLO DA CAPACIDADE

O mês de julho terminou com a Secretaria da Justiça e da Cidadania (Sejus) contabilizando, nada mais nada menos, que 26.821 pessoas recolhidas nas unidades carcerárias do Sistema Penitenciário do Ceará. Uma verdadeira população de criminosos atrás das grades. Essa horda, porém, passa a maior parte do tempo sem nada fazer de produtivo dentro das cadeias, apenas maquinando fugas, rebeliões, resgates e outros crimes. A superlotação de presos provisórios é imensa. Na CPPL 2, em Itaitinga, um exemplo disso. A capacidade da unidade é abrigar 944 presos, mas ali estão confinados 1.769 presidiários, um excedente de 87 por cento.  E tome fugas, rebeliões e assassinatos. E olhe que lá o presídio foi “reservado” para apenas uma facção: o PCC. (Fernando Ribeiro)

Em Camocim

Como em outras, na cadeia pública de Camocim a superlotação com certeza é o maior problema enfrentado pelos profissionais. Segundo o administrador da cadeia, a capacidade da unidade é de cerca de 65 detentos, sendo que atualmente a população carcerária é de quase o triplo desta capacidade. “Cadeia superlotada é sinônimo de problemas, muitos problemas”, ressaltou um Agente lotado na unidade.
Devido a essa problemática, tornou-se rotineira dentro da cadeia as apreensões de aparelhos celulares, de drogas, armas e vez por outra ocorrem as fugas.

Camocim Polícia 24h