VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

quinta-feira, 27 de abril de 2017

CONCURSO PMCE: DIVULGADO RESULTADO PRELIMINAR DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA – 1ª OPORTUNIDADE


A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), por intermédio da Academia Estadual de Segurança Pública (AESP), e a Secretaria do Planejamento e Gestão (SEPLAG), no uso de suas atribuições legais, tornam público o Edital de Resultado Preliminar da Avaliação Psicológica – 1ª Oportunidade, de caráter eliminatório, e a convocação para a Sessão de Conhecimento dos Motivos da Não Recomendação na Avaliação Psicológica – 1ª Oportunidade, referente à 1ª Turma do Concurso Público para ingresso no Cargo de Soldado da Polícia Militar do Ceará (PMCE), regido pelo Edital de Concurso Público nº. 01/2016.
Os candidatos considerados não recomendados estão convocados automaticamente para a sessão de conhecimento dos motivos da não recomendação na avaliação psicológica – 1ª oportunidade, conforme diretrizes do item 3 deste Edital. A sessão de conhecimento das razões da não recomendação é o procedimento técnico, de caráter exclusivamente informativo, no qual um(a) psicólogo(a) contratado(a) pelo Instituto AOCP explica ao(à) candidato(a) o seu resultado e esclarece suas eventuais dúvidas.
Para conhecer a data, o local e o horário, o(a) candidato(a) deverá consultar e imprimir o cartão de informação da sessão de conhecimento dos motivos da não recomendação na avaliação psicológica – 1ª oportunidade, que estará disponível no site do Instituto AOCP, a partir das 17h do dia 27/04/2017.
Caso não concorde com as razões de ter sido considerado(a) não recomendado(a), o(a) candidato(a) poderá interpor recurso contra o resultado provisório no período das 0h do dia 02 de maio de 2017 às 23h59min do dia 03 de maio de 2017 (horário oficial de Brasília/DF), no endereço eletrônico AQUI, por meio do Sistema Eletrônico de Interposição de Recurso. Após esse período, não serão aceitos pedidos de revisão.
O Edital de resultado definitivo, pós-recurso, da Avaliação Psicológica – 1ª Oportunidade – e a convocação para a avaliação psicológica – 2ª oportunidade, será publicado no Diário Oficial do Estado do Ceará e divulgado na Internet, no site do Instituto AOCP na data provável de 11 de maio de 2017.

Para visualizar o Edital na íntegra, clique AQUI

O "LM CURSOS" ABRE NOVAS TURMAS PARA O CONCURSO DO DETRAN-CE 2017


O LM Cursos, em Camocim, está com inscrições abertas para novas turmas do curso preparatório para o concurso do DETRAN-CE.
Você escolhe como quer estudar, nos dias de semana ou finais de semanas, com todas as disciplinas, ou a que mais lhe interessa.
Turmas: Com aulas nos dias de semana  de segunda a sexta  no horário das 19h00 ás 21h00.
Finais de semana: Sábado, no horário de 14h30 as 18h30 / Domingo, 08h30 às 12h30.
Duração do Curso: 06 (Seis) meses.

Estude também por Disciplina (Pagando menos por um aprendizado de qualidade). Uma turma de específica com uma Equipe de Professores especializada.

Língua Portuguesa - Professor Cássio José
Raciocínio Lógico - Professor Jean Marcelo
Atualidades e Ética - Professor Paulo César ( PC)
Informática -  Alef Oliveira
Legislação de Trânsito - Resoluções do CONTRAN - Regulamentação de Transportes Públicos de Passageiros - Direito Constitucional – Professor Luiz Octávio Lopes. (Advogado e instrutor de autoescola).
Local das inscrições: Auto Escola Diamante, Rua Santos Dumont (Próximo ao prédio da Receita Federal).

Informações: Whatsapp  (88)  9 9964-5182 ou 9 9413-7316

Você ainda pode adquirir apostilas para estudo clicando AQUI.

MORRINHOS-CE: BANDIDOS ARROMBAM FÓRUM E LEVAM ARMAS E MUNIÇÕES

Homens invadiram o fórum da cidade de Morrinhos e levaram armas e munições na madrugada de terça-feira, 25. A Delegacia Regional de Acaraú é quem apura o caso em que homens ainda não identificados pularam o muro da parte dos fundos, serraram as grades, quebraram as janelas e arrombaram o almoxarifado de onde levaram armar e munições.
Segundo a polícia, o prédio não conta com sistema de câmeras de segurança. O furto só foi descoberto quando os funcionários chegaram para trabalhar. A segurança no local foi reforçada.

Fonte: O Acaraú/ Imagens: TV Verdes Mares

JUSTIÇA CONDENA ESTADO DO CEARÁ A INDENIZAR POLICIAL MILITAR PRESO INDEVIDAMENTE

Governo do Ceará deverá pagar indenização de R$ 15 mil por danos morais a policial. Cabe recurso à decisão.

O Governo do Estado foi condenado a pagar indenização por danos morais de R$ 15 mil para um policial militar preso indevidamente. A decisão, do juiz Fernando Teles de Paula Lima, respondendo pela 8ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Fortaleza, foi publicada no Diário da Justiça Eletrônico dessa terça-feira (25). Cabe recurso.
De acordo com o processo, o autor da ação é policial militar desde 19 de fevereiro de 2001. Ele prestava serviço na cabine de policiamento que existia na esquina da Avenida Raul Barbosa com Avenida Murilo Borges, turno noturno, se apresentando às 19h30 na 7ª Companhia da Polícia Militar, na escala de 12 por 36 horas. Após o turno, ele deveria se deslocar até a 7ª Companhia às 7h30, chegando lá até as 8h, para devolver as armas e depois ir para casa, segundo determinação de seus comandantes e fiscais da área.
No dia 14 de outubro de 2004, o policial foi preso por volta das 9h em sua casa, quando se preparava para dormir, sob a alegativa de ter abandonado o posto de serviço antes das 8h, conforme auto de prisão em flagrante delito e denúncia do Ministério Público da Vara da Auditoria Militar do Estado do Ceará.

POLICIAIS MILITARES SÃO HOMENAGEADOS POR BRAVURA AO ENFRENTAR CRIMINOSOS


Na solenidade, o secretário da Segurança Pública do Ceará, delegado André Costa, voltou a afirmar: “Policial não é violento. Violento é o bandido”

Cinco policiais militares foram homenageados, nesta quarta-feira (26), em uma solenidade no Quartel do Comando Geral da Polícia Militar, em Fortaleza. Os cinco foram condecorados por bravura, receberam a comenda Alferes Tiradentes e três deles foram, ainda, promovidos. 
O sargento João Alves Campos, o cabo José Ribamar Bezerra Júnior e a soldado Michelly Pereira Mariano são sobreviventes de uma chacina e seqüestro de policiais militares ocorridos em 30 de junho do ano passado, no Município de Quixadá, na Região do Sertão Central (a 154Km de Fortaleza). 
Os três são destacados no 9º Batalhão da PM e foram acionados para uma ocorrência de bandidos fortemente armados que estavam no Distrito de Juatama em busca de interceptar e assaltar um carro-forte. Nas buscas, os militares sofreram uma emboscada. Três PMs acabaram mortos a tiros de fuzil. O sargento Campos foi atingido com um tiro de fuzil na perna, enquanto o cabo José Ribamar Bezerra e a soldado Michelly Mariano acabaram sendo rendidos e levados como reféns na própria viatura. 
Os três foram promovidos por ordem do comandante-geral da PM, coronel Ronaldo Viana e, na tarde de ontem, receberam as homenagens, com comendas e novas divisas.

ADVOGADO MATOU GUARDA MUNICIPAL ENVENENADO PARA FICAR COM DINHEIRO DA VÍTIMA, DIZ POLÍCIA


Advogado gastou parte do dinheiro da vítima que seria usado na compra de um imóvel. Vítima foi envenenada com 'chumbinho'.

Polícia Civil concluiu que o advogado preso suspeito de matar o guarda municipal José Gonçalves Fonseca, 52 anos, executou o crime por ter gastado o dinheiro que havia recebido da vítima para compra de um imóvel em Fortaleza. De acordo com o diretor da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), delegado Leonardo Barreto, o advogado envenenou o guarda municipal e depois escondeu o corpo.
Conforme Leonardo Barreto, as investigações apontaram que o suspeito matou o guarda com a intenção de se apossar da quantia de R$ 120 mil da vítima. O valor seria utilizado na compra da casa.
A Polícia descobriu que o suspeito, que é casado com uma sobrinha da vítima, realizava um trabalho para ele referente à compra de um imóvel que teria pendências judiciais. Por isso, José Gonçalves depositou uma quantia em dinheiro para que o suspeito administrasse o pagamento da casa.
Os pagamentos não foram realizados, então a vítima e os vendedores da casa passaram a pressionar o advogado. Conforme a polícia, o suspeito não teve como restituir o dinheiro e assassinou o homem.