VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

domingo, 28 de agosto de 2016

ELEMENTO PRESO PELA PM EM BARROQUINHA É FUGITIVO DO MARANHÃO E CONSIDERADO ALTAMENTE PERICULOSO

Elemento é considerado periculoso e foi preso pela Polícia Militar em Barroquinha tentando vender carro roubado
O indivíduo preso por policiais militares na cidade de Barroquinha no último dia 18 de agosto na realidade é um fugitivo de uma cadeia de uma cidade do interior do Maranhão. Um delegado daquela região entrou em contato conosco e nos revelou que trata-se de um elemento de alta periculosidade.

A prisão

Era por volta das 13h30 de quinta-feira, 18, os policiais militares do destacamento de Barroquinha foram informados por populares via 190, que no bairro Cohab, tinha um indivíduo vendendo um veiculo Fiat Estrada de cor branca, ano 2013 e placas OMP 0260-Brasilia/DF, por um preço bem a baixo da tabela, de modo que levantou a suspeita das pessoas. Os policiais militares foram checar a informação e localizaram o indivíduo, o qual mentiu sobre sua identificação e disse que se chamava Antonio José Aquino dos Santos, 44 anos, natural do Maranhão.
O veículo foi checado e os pm’s descobriram que se tratava de um veículo roubado, sendo que o elemento foi preso em flagrante recolhido para a cadeia pública de Chaval. Reveja a matéria AQUI.

Verdadeira identidade e fugitivo

Nego Leo é fugitivo do sistema penitenciário maranhense e responde por crimes de assalto, homicídio e estupro
O elemento na verdade é um fugitivo do sistema penitenciário do Estado do Maranhão, mais precisamente da cadeia pública da cidade de Rosário-MA, e chama-se Carlos César Aquino dos Santos, um maranhense de 45 anos, mais conhecido como “Nego Léo”, o qual responde processos por roubo qualificado, estupro e homicídio.
Segundo informações da polícia, recentemente Nego Leo matou um homem que lhe deu hospedagem no último dia 31 de julho. Na ocasião a vítima foi morta covardemente. O acusado teria amarrado o homem, depois o amordaçou e lhe matou a paulada com uma mão de pilão, levando seu carro e outros pertences.

Veja abaixo a matéria postada na época pelo site “Diário de Balsas”
"A morte de Antônio Geopar Mariano ocorrida no domingo (31) de Julho, vítima de latrocínio na própria casa teve um desfeche favorável na investigação que descobriu a autoria do crime.Antônio Geopar Mariano, foi encontrado morto dentro de sua residência no dia 02 de agosto, amordaçado e com pés e mãos e pescoço amarrados, e o corpo já em estado de decomposição. Esse crime teve grande repercussão e clamor social.A equipe 11ª Delegacia Regional de Polícia Civil, sob o comando do Delegado, Dr. Fagno Vieira, após quase um mês de intensa investigação, consegui chegar a autoria do crime. O indiciado é Carlos César Aquino dos Santos, vulgo Nego Léo, de 45 anos, o qual se aproveitou da confiança da vítima para tirar-lhe a vida e subtrair seu carro e objetos que estavam na casa.Nego Léo é fugitivo do sistema penitenciário e responde processos por roubo qualificado, estupro e homicídio.O suspeito permanece foragido, mas sua identidade está revelada. O delegado Regional, Dr. Fagno Vieira, em nota enviada a imprensa pediu ajuda da sociedade e da imprensa que divulguem as fotos e quem tiver alguma informação do paradeiro desse criminoso possa informar as autoridade, para que ele seja reconduzido a prisão, pois é fugitivo do sistema penitenciário.Uma entrevista foi marcada para esta sexta-feira (26) às 9:30 para apresentar a forma como a polícia chegou a identificação e exibição de fotografias para reprodução pelos meios de comunicação."
Camocim Polícia 24h 

3 comentários:

Anônimo disse...

Com investigação tudo é solucionado. Pena que no nosso camocim não é assim

Anônimo disse...

E o caso gleydson Carvalho, até hoje! Eu não esqueci daquele horroroso crime!

Anônimo disse...

Como sera que o elemento conseguio passar com este carro pela fronteira e a policia das divisas?...